Desafio das Estrelas 2014



Apenas dois estrangeiros participaram do Desafio das Estrelas este ano, mas foram eles que comandaram a festa organizada por Felipe Massa em Penha-SC. Único campeão mundial de kart (em 2001), o italiano Vitantonio Liuzzi venceu de ponta a ponta o desafio, sem grande dificuldade e levou o troféu Ayrton Senna. Em segundo chegou o suíço Sebastien Buemi. O melhor brasileiro foi o organizador do evento Felipe Massa, que completou o pódio.

“O italiano é muito bom. É campeão mundial de kart e está de parabéns pela vitória”, disse Massa à Rede Globo, após a corrida. “Ele levou um pouco de vantagem porque acabamos tendo uma briga muito intensa logo atrás, mas foi uma corrida legal”, acrescentou o piloto da Williams.

Diferente do que foi programado, o Desafio das Estrelas teve só a corrida de domingo, já que no sábado à noite um forte temporal caiu sobre a região de Penha-SC, o que acabou cancelando a primeira bateria. Originalmente, os pontos das duas baterias seriam somados para apontar o campeão.

Apesar do título mundial e de sempre andar rápido, Vitantonio Liuzzi ainda não tinha conquistado um título no Desafio das Estrelas, mas dessa vez não deixou margem para dúvidas. O italiano foi o mais rápido no treino classificatório e largou na pole. E assim que a bandeira verde foi acionada disparou na ponta, beneficiado pelas brigas entre Lucas di Grassi, Julio Campos, Augusto Farfus, Felipe Massa e Rubens Barrichello logo no começo da prova.

Rubinho, no entanto, perdeu rendimento e foi ficando para trás. O veterano teve ainda um pneu furado, precisando parar nos boxes para trocar, o que acabou lhe custando algumas voltas de desvantagem. Farfus, com a carenagem do carro destruída também precisou parar. Mas a briga continuava intensa pelo pódio, enquanto Liuzzi permanecia soberano na ponta.

Antonio Pizzonia e Sebastien Buemi se juntaram a Di Grassi, Campos e Massa e os toques começaram a acontecer. No mais forte deles, Massa acabou colocando Di Grassi para fora da pista e o piloto da Audi acabou abandonando a prova. “Foi um toque normal de corrida. Antes o próprio Di Grassi havia tocado também para ganhar posição. Não sou diretor de prova, mas acho que não era para punição, não”, defendeu-se o anfitrião depois da corrida.

A essa altura, Buemi já estava na segunda posição e lá permaneceu até o final da prova. Massa venceu o duelo entre os brasileiros pela terceira posição, completando o pódio. Com a vitória de Liuzzi, os europeus somam agora cinco vitórias no Desafio das Estrelas contra quatro dos brasileiros.

Classificação final do desafio:

1. Vitantonio Liuzzi, 29 voltas em 26min23s055
2. Sebastien Buemi, a 6s021
3. Felipe Massa, a 10s601
4. Julio Campos, a 11s484
5. Antonio Pizonia, a 11s584
6. Daniel Serra, a 11s829
7. Nelsinho Piquet, a 13s733
8. Felipe Nasr, a 19s970
9. Valdeno Brito, a 30s533
10. Pietro Fittipaldi, a 31s465
11. Beto Monteiro, a 31s548
12. Luciano Burti, a 32s081
13. JP Oliveira, a 32s237
14. Luiz Razia, a 32s366
15. Bruno Senna, a 32s541
16. Popó Bueno, a 37s213
17. Ricardo Zonta, a 38s601
18. Felipe Giaffone, a 1 volta
19. Rubens Barrichello, a 3 voltas
20. Lucas di Grassi, a 8 voltas

Não completaram

Allam Khodair, a 15 voltas
Augusto Farfus, a 23 voltas
Ricardo Maurício, a 27 voltas
Bia Figueiredo, a 29 voltas

Melhor volta: Sebastien Buemi, 53s901